Facebook Twitter Google+
Utilizador Palavra-passe
Contato Siga-nos Conectando mundos

· DIREITOS SEM FRONTEIRAS ·

Oxfam Intermón DIREITOS SEM FRONTEIRAS

13 anos conectando_mundos

Há 13 anos, uma equipa de professores e profissionais da Oxfam Intermón criou o Conectando mundos, uma proposta educativa na qual, desde então, participaram 127.000 estudantes de 41 países diferentes, em mais de 1700 escolas. Depois de uma década, a proposta continua em vigor, desenvolvendo em cada ano um tema: direitos laborais, alterações climáticas, migrações, cultura de paz, justiça alimentar...


O Conectando Mundos combina a atividade na aula com o trabalho colaborativo online no qual participam alunos e alunas de diferentes países, entre os 6 e os 17 anos. Através de uma plataforma telemática multilingue em 8 línguas (italiano, castelhano, português, inglês, francês, galego, catalão e basco), trabalha-se de forma cooperativa, com os e as estudantes organizados em equipas de trabalho da mesma faixa etária.

“O Conectando Mundos dá um passo à frente da sensibilização, já que os alunos e alunas que participam não apenas refletem com o seu espírito crítico sobre a injustiça e as suas causas, partilhando pontos de vista com outros estudantes, mas também planeiam e levam a cabo alternativas de ação”, explica Anna Duch, responsável da Unidade de Educação para uma Cidadania Global da Oxfam Intermón.

O papel do docente é diferente do “tradicional”, tornando-se  na figura facilitadora dos processos, isto é, anima os debates, incita à reflexão, investiga e descobre coisas junto dos seus alunos/as...
80% dos educadores/as que participam na atividade consideram que a proposta provoca alterações na atitude dos alunos/as em relação ao tema tratado, além de influenciar positivamente as relações na aula. O índice de repetição é de 30%, e 10% já trabalharam o Conectando Mundos mais de 4 vezes.

“Companheiros que já participaram  noutras edições incentivaram-me a participar. É uma boa forma de incutir valores que não se incluem no programa de nenhuma disciplina. Todos o fizemos bem, alunos e professores consciencializámo-nos sobre problemas importantes.Silvia Navas, professora da escola Bérriz, Madrid

Quando acaba a atividade online do Conectando Mundos, organizam-se encontros presenciais de estudantes em diferentes cidades de Espanha, onde eles e elas partilham o seu trabalho e participam em ações conjuntas.



INFORME 10 años conectando mundos.pdf
(PDF) 394.7 Kb